Facebook
 Descontos para membros do clube
 Portes gratuitos para encomendas superiores a 50€ Contactos

30 Anos de Experiência

Ele e Ela | Mina e Torres

Ela tem mais histórias. Ele é um contador de histórias. Diz-se, mas não há registos escritos, diz-se como se dizem as coisas verdadeiras, que é dessa massa que ambos são feitos, que ele a encantou com os pormenores, o rigor dos dias e dos números a régua e esquadro, que não encaixa com os gestos abertos e o vozeirão a trovejar doçuras como se fosse um pinga-amores. Mas não é.
Diz-se que a generosidade dela, o riso fácil, o olhar cristalino, a ser tão séria e tão verdadeira, tão livre que não cabia dentro da matemática dos números dele é que o despertaram.
Afinal encaixavam, como peças de puzzles em caixas diferentes. E assim andam há anos, a criar amigos e filhos e netos e projetos.

Mina e Torres

Guilhermina dos Anjos Mangualde (Mina)

É a Mina. E no cardápio das paixões, cheio de vinhos de todas as regiões e tempos e memórias, está o comercial.
Começou nas Caves Aliança, onde aprendeu quase tudo sobre vinhos, a que juntou vários cursos ligados ao setor.
Foi depois “roubada” pelo Fernando Formigal da família Burmester, por onde andou durante 13 anos, até se dedicar a pequenos produtores, gente a amar a terra e as vinhas sem capacidade de outra coisa que não fosse fazer bem.
A Mina agarrou nessas identidades todas, nessas vidas que fazem dos vinhos o que os vinhos são e enfrentou o gigantismo do mercado, mostrando o ADN de que são feitos pequenos néctares de alma cheia.

António Manuel de Melo Torres Teixeira (Torres)

O Torres tem a personalidade dos nomes grandes. São nomes que às vezes acrescenta de cor às vidas dos vinhos e dos antepassados desses vinhos.
De outros nomes que ele conta quando fala dos vinhos. O confrade da Confraria do Vinho do Porto andou pelos caminhos da cerveja, na Central de Cervejas, deu uns jeitos como fotógrafo, também no secretariado comercial e até responsável por dar mundos aos mundos dos turistas.
Sem nunca perder o olfato e o palato pela paixão dos vinhos, tirando cursos, aprendendo, conhecendo. Esteve na Sociedade Vinhos Borges e Irmão e um dia entrou na SYMINGTON, para ficar lá durante mais de 20 anos.

A NOSSA MISSÃO

Vinhos desconhecidos, com a personalidade e a simplicidade dos pequenos produtores.